Francisco Vaz Rego, de 67 anos, foi preso em flagrante na terça-feira (19) após cobrar propina em um posto fiscal situado no município de Araioses, a 409 km de São Luís.

Segundo a polícia, o crime de corrupção passiva praticada pelo auditor fiscal já era de conhecimento dos policiais que decidiram investigar o caso que ocorria no Povoado Pirangi, em Araioses.

Na noite de terça, os policiais militares flagraram o momento em que o auditor Francisco Vaz recebeu uma quantia em dinheiro para deixar de fiscalizar um veículo de passeio. A conduta foi confessada por Francisco Vaz e confirmada por diversas testemunhas, tendo, uma delas, afirmado que entregou dinheiro ao auditor por várias vezes.

Após o flagrante, Francisco Vaz Rego recebeu voz de prisão e foi autuado pelo crime de corrupção passiva majorada, que pode variar de um a oito anos de reclusão e mais pagamento de multa.