O prefeito de São João do Paraíso, Beto Regis (PCdoB), é alvo de uma Ação Popular, após a denúncia de suposto desvio de recursos públicos durante a construção de uma praça no município.

De acordo com o projeto da praça, devia conter nela uma pequena academia de ginástica. Porém, quase um ano após ser entregue, nenhum equipamento foi instalado no local e tudo foi pago.

Outro fato que chama bastante atenção, foi o seu edital de licitação, adquirido por duas empresas, mas apenas a empresa vencedora compareceu.

A empresa vencedora foi a E. Oliveira Ramos, localizada em Imperatriz, pelo valor de R$ 365 mil para executar serviços da construção da Praça da Cultura.

De lá para cá, a Prefeitura firmou mais 4 aditivos para que a obra fosse concluída, ou seja, o montante pago à empresa passou dos R$ 500 mil.

Caso seja comprovado os devidos de recursos públicos pela Justiça, Beto Regis deve responder por improbidade administrativa e ficha suja. Confira abaixo um dos trechos da Ação Popular.