O Partido Liberal (PL), que teve um grande destaque na política maranhense, saltando de 7 para 40 prefeitos na última eleição, vivendo momentos de glória. Hoje vive seus piores momentos, após a Operação Descalabro, que apura desvios de verba pública por meio de fraudes em licitações na área da Saúde, através de emendas parlamentares.

Recentemente, o deputado federal, Josimar de Maranhão, que comanda o partido no Maranhão, foi o principal alvo da operação da Polícia Federal. Contra ele, pesa fortes acusações de desvios de verbas federais através de emendas parlamentares, enviadas diretamente as prefeituras.

O parlamentar e todo seu grupo político, vivem hoje na mira da Polícia Federal. De acordo com informações privilegiadas, alguns prefeitos da base de Josimar de Maranhãzinho, já sinalizam uma possível saída do partido. Um dos principais fatores, é o medo de uma nova operação da PF, já que todas suas emendas estão sendo rastreadas.

Josimar que já foi recordista em emendas, hoje vive seus piores dias no comando da sigla. Além do medo da PF, outro motivo que pode levar a saída de prefeitos do partido, é a busca por novas emendas, já que o único interesse de alguns deles no PL, era as ‘gordas’ emendas parlamentares.

O escândalo envolvendo Josimar foi e ainda é destaque em toda a imprensa nacional. A Polícia Federal afirmou que possui vídeos que mostram a entrega para Josimar de parte do dinheiro da saúde que teria sido desviado pelo deputado. No entanto, essas imagens estão em sob sigilo determinado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).