O Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC), autarquia vinculada à Secretaria de Estado de Programas Estratégicos (SEPE), divulgou, nesta quarta-feira (16), o valor do Produto Interno Bruto (PIB) dos Municípios do Estado do Maranhão referente ao ano de 2018. A publicação traz como destaque que o município com maior PIB per capita tem a agropecuária e os transportes como principais atividades econômicas.

Entre os municípios maranhenses com os maiores PIB per capita do Maranhão, ganha destaque as cidades de Tasso Fragoso, rica na produção de grãos e principalmente a soja, ocupando o primeiro lugar. Em segundo lugar vem Santo Antônio dos Lopes, região rica na produção de gás natural.  Além delas, também fazem parte da lista os municípios de Sambaíba, Davinópolis, Balsas, Alto Parnaíba, São Luís, São Domingos do Azeitão, Imperatriz e Estreito.

Maiores PIB per capita do Maranhão

  1. Tasso Fragoso R$ 137.687,07
  2. Santo Antônio dos Lopes R$ 131.703,11
  3. Sambaíba R$ 44.917,89
  4. Davinópolis R$ 37.649,26
  5. Balsas R$ 36.852,56
  6. Alto Parnaíba R$ 31.263,56
  7. São Luís R$ 30.699,57
  8. São Domingos do Azeitão R$ 29.569,06
  9. Imperatriz R$ 27.621,33
  10. Estreito R$ 23.771,43

Essa situação mostra o quanto municípios pequenos (com menos de 50 mil habitantes) podem gerar PIB’s elevados a partir de atividades que produzem Valores Agregados significativos, como o caso de Santo Antônio dos Lopes, cuja ocupa a 38ª posição entre os maiores PIB’s per capita do país.

Um dos grandes diferenciais desse indicador é que não necessariamente os municípios com maiores PIB’s são os mesmos que aparecem no topo do ranking do PIB per capita. A capital maranhense, por exemplo, é a primeira no ranking do PIB, mas ocupa a sétima posição quando se trata do PIB per capita. Por outro lado, Tasso Fragoso aparece em 10ª posição entre os maiores PIBs. Contudo, é o primeiro no ranking do PIB per capita.

PIB Per Capita

PIB per capita,  é o valor do Produto Interno Bruto dividido pela população total, ou seja, a geração de renda proporcional aos habitantes de um país ou região.