Em jogo emocionante, Sampaio Corrêa bate São José no Castelão lotado e garante acesso à Série B

Em jogo emocionante, Sampaio Corrêa bate São José no Castelão lotado e garante acesso à Série B

SÃO LUÍS – Menos de um ano depois de um rebaixamento que feriu o orgulho de seu torcedor, o Sampaio Corrêa está de volta ao Campeonato Brasileiro Série B. Em partida válida pelas quartas de final da Série C e disputada na noite deste sábado (7), a Bolívia Querida teve dificuldades diante de um valente São José (RS), mas mostrou a sua força, dentro e fora de campo: contando com o apoio de mais de 30 mil vozes no Estádio Castelão, o Sampaio bateu a equipe gaúcha por 3 a 2, em um jogaço de tirar o fôlego, e garantiu o acesso à Segunda Divisão em 2020, além da classificação para as semifinais da Terceirona.

Precisando da vitória para garantir o acesso, o Sampaio Corrêa foi surpreendido com a iniciativa do São José no campo de ataque, mas controlou a pressão inicial dos visitantes e abriu o placar aos 12 minutos: após Salatiel Junior ser derrubado por Fábio na grande área, Rodrigo Andrade abriu o placar para o Tubarão, em cobrança de pênalti. Na etapa final, o São José arrancou o empate aos 16 minutos, com o zagueiro Lucão, o Sampaio reassumiu a liderança do placar com Salatiel aos 18, mas Matheusinho, dois minutos depois, deixou tudo igual mais uma vez pelo Zequinha. O clima de aflição no Castelão, entretanto, acabou aos 32: após cobrança de falta de Rodrigo Andrade, Luiz Eduardo marcou gol contra e garantiu o acesso tricolor.

Rebaixado da Série B em 2018, após ficar na 18ª colocação em uma competição com 20 times, o Sampaio Corrêa disputará a Segundona pela quinta vez em sete anos. Já o São José, que ficou na terceira colocação da Série D na última temporada, adia o inédito sonho de participar da Segunda Divisão com a derrota sofrida no Castelão e fica na Terceirona por mais um ano.

Com o acesso garantido, o Sampaio Corrêa agora volta as suas atenções para a batalha pelo título da Série C, competição que conquistou de forma invicta em 1997. Dono de três títulos nacionais, o Tricolor enfrentará, nas semifinais da Terceirona, o Confiança, que se classificou após uma vitória e um empate contra o Ypiranga (RS). As datas e locais das partidas ainda serão definidas pela CBF, mas já se sabe que o Sampaio disputará o segundo jogo em casa, por ter melhor campanha no torneio.

O jogo

Para surpresa da torcida tricolor que lotou o Castelão, o São José tomou a iniciativa diante do Sampaio Corrêa e desperdiçou uma grande oportunidade de abrir o placar logo aos três minutos, com o zagueiro Goiano, que recebeu cruzamento de Maradona, fez o desvio de cabeça e parou em grande defesa de Andrey. O Sampaio, entretanto, não se intimidou com os avanços do Zequinha e respondeu com estilo: após Salatiel Junior ser derrubado por Fábio na grande área, Rodrigo Andrade cobrou pênalti com categoria e abriu o placar para a Bolívia Querida aos 12 minutos.

Depois do gol, o Sampaio Corrêa tentou comandar as ações da partida e ampliar a vantagem no Castelão, mas o São José, além de reforçar a marcação, manteve a pressão no ataque. Artilheiro da Série C, Luiz Eduardo teve a chance pelo Zequinha aos 21 minutos, em cabeçada que foi defendida por Andrey. Pouco depois, aos 27, Dudu Mandai lançou Maradona, que finalizou bem, para mais uma defesa difícil de Andrey.

Na reta final do primeiro tempo, o Sampaio Corrêa fechou os espaços do São José, que ainda se concentrava em peso no campo de ataque, e arriscou algumas finalizações. Paulo Sérgio, aos 32 minutos, recebeu cruzamento de Romano e cabeceou para fora, tirando tinta da trave de Fábio. Já aos 42, João Paulo puxou contra-ataque e lançou Odair, que fez o cruzamento na medida para Roney cabecear firme, mas para fora.

Em segundo tempo emocionante, Sampaio confirma vitória e acesso

Mesmo com a vantagem obtida na etapa inicial de jogo, o Sampaio Corrêa foi ao ataque no início do segundo tempo, disposto a encaminhar a classificação diante do São José. Após tabela entre Roney e João Paulo, aos cinco minutos, a bola sobrou para Ricardo Capanema, que chutou forte e quase anotou o segundo gol do Tubarão. O cenário parecia perfeito para o Sampaio, mas o São José surpreendeu a torcida no Castelão aos 16 minutos: após cruzamento de Rafael Tavares, o zagueiro Lucão fez o desvio para o gol e deixou tudo igual.

Antes que o cenário da partida se redesenhasse, a equipe do Sampaio Corrêa fez o Castelão explodir mais uma vez aos 18 minutos: após cruzamento de Esquerdinha, Salatiel Junior cabeceou com estilo e anotou o segundo gol da Bolívia Querida. A festa tricolor, porém, durou muito pouco: na saída de bola, Maradona serviu Matheusinho, que não desperdiçou a oportunidade e empatou mais uma vez para o São José.

A insistência e valentia do São José não abateu o Sampaio Corrêa, que permaneceu no campo de ataque, empurrado pelos gritos da torcida. A insistência do Tubarão foi premiada aos 32 minutos: após cobrança de falta de Rodrigo Andrade, o atacante Luiz Eduardo tentou fazer o corte pelo São José e fez gol contra, para delírio da torcida tricolor no Castelão. Nos minutos finais, o Sampaio ainda perdeu a chance de marcar o quarto gol com Lucas Hulk, que parou em grande defesa de Fábio, mas o lance não fez falta: a Bolívia Querida está de volta à Série B!

FICHA TÉCNICA

SAMPAIO CORRÊA: Andrey; Everton, Odair, Paulo Sérgio e Romano; Ferreira, Ricardo Capanema (Lucas Hulk) e Rodrigo Andrade (Eloir); João Paulo (Esquerdinha), Roney e Salatiel Junior. Treinador: João Brigatti

SÃO JOSÉ: Fábio; Márcio, Goiano, Lucão e Dudu Mandai; Tiago Pedra (Crystopher), Diguinho (Gustavo Xuxa) e Rafael Tavares (Karl); Matheusinho, Maradona e Luiz Eduardo. Treinador: Rafael Jaques

 

Com informações de o Imirante Esportes

Visite: