A cidade de Imperatriz, segunda maior do Maranhão, enfrenta um aumento no número de internações devido à Covid-19, uma segunda onda de casos. O sistema de saúde se aproxima de um colapso, na noite desta quinta-feira, a taxa de leitos clínicos chegou a 98,11% e a de leitos de UTI chegou a 89,09%.

Dos 55 leitos de UTI, apenas seis estão livres. Já em relação aos leitos de enfermaria, de 106 instalados na cidade, somente dois estão liberados para a chegada de novos pacientes.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Carlos Lula, por conta do aumento no número de internações, pacientes estão sendo transferidos de Imperatriz para São Luís em UTIs aéreas. Para Lula, a Região Tocantina está vivendo ‘sua pior fase’ desde o início da pandemia.

“Ampliar leitos não basta. A Região Tocantina está vivendo sua pior fase, mas nossa obrigação é de salvar vidas e todo mundo pode ajudar – poder público, empresário e trabalhador – usando integralmente a máscara e evitando ambientes aglomerados. A guerra é nossa!”, disse Lula.