Os últimos casos de violência em Timon na dívida do Maranhão com Piauí, chamou atenção do secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela. Entre eles, o assassinato de duas jovens mortas, possivelmente por membros de facções criminosas, onde todo o crime foi gravado. As adolescentes tiveram que cavar a própria cova antes de serem mortas.

O crime ganhou repercussão nacional e a Secretária de Segurança Pública, agiu rápido, prendendo e identificado os criminosos.

Por conta destes eventos de violência, o secretário determinou que fossem enviados 40 homens da Polícia Militar para reforçar a segurança pública em Timon. Os agentes são de um pelotão de elite, acostumados a trabalhar nesses casos de violência urbana. O reforço foi decidido em entendimento com o comandante do 11º Batalhão, Tenente Coronel Araújo.