Uma criança indígena morreu no município de Arame, a 476 km de São Luís. Isadora Araújo Sousa Guajajara, de 5 meses de vida, morreu no dia 17 de agosto deste ano, depois de apresentar sintomas de uma suposta alergia.

A mãe denuncia que houve negligência tanto no acompanhamento no polo indígena quanto na assistência médica.

Na certidão de óbito consta que a causa da morte foi parada cardíaca não especificada. A bebê Isadora, de quase seis meses de vida, começou a passar mal com vômitos no início da manhã do dia 16 de agosto. Os pais da criança saíram da aldeia Santo Antônio e levaram a menina para o Hospital Municipal de Arame.

Da Redação com informações da TV Mirante