Durante o isolamento social provocado pela pandemia do novo coronavírus, a procura por “Sugar Daddies” foi superior a “Sugar Baby” no Brasil. De acordo com dados do Google, levantados pelo site Universo Sugar, uma das plataformas desse segmento, no ranking dos dez estados que buscaram por um “patrocinador” o Maranhão ocupa o 5° lugar na lista. Já na busca por “Sugar Baby”, o Distrito Federal aparece no topo dos interessados pelo serviço.

Para quem não sabe, Sugar Daddy, é um termo em inglês, formado pela junção das palavras “açúcar” e “papai”, é usado para intitular homens mais velhos e ricos, que escolhem uma sugar baby – mulheres mais novas que buscam estabilidade financeira – para proporcionar experiências de luxo, em uma “troca de benefícios”. Esse tipo de romance se define em linhas gerais pelos sites especializados como “relacionamento Sugar”.

Nordeste em alta  

O Nordeste protagoniza a lista dos estados que mais procuram por “Sugar Daddy” (Patrocinador), como mostra a classificação:

1° Piauí 78%

2°Acre 69%

3°Alagoas 68%

4° Rio Grande do Norte 64%

5°Maranhão 63%

6°Espírito Santo 62%

7° Tocantins 61%

8° Mato Grosso 60%

9° Paraná 58%

10°Pernambuco 57%

O levantamento realizado pela rede social considerou o período de 24 de março de 2020, data de início da quarentena em São Paulo, até 10 de julho do corrente ano.

Distrito Federal é o maior interessado por ‘Sugar Baby’

Já o Distrito Federal, foi a região que mais buscou por “Sugar Baby” –  jovem que desfruta das regalias oferecidas pelo Sugar Daddy. O centro do poder político brasileiro, aparece com 60% do volume de buscas pelo serviço. É o que mostra os dados do Google Trends – ferramenta do Google que mostra os mais populares termos buscados– levantados pelo site Universo Sugar.

Top 10- “Sugar Baby”:

Distrito Federal 60%

Santa Catarina 56%

Rondônia 54%

Rio de Janeiro 53%

Roraima 50%

Amapá 50%

São Paulo 50%

Goiás 49%

Pará 49%

Minas Gerais 48%

A busca pelo serviço no Universo Sugar teve um crescimento de 85% se comparado aos meses que antecederam o início do isolamento social em São Paulo.

Ainda de acordo o site de relacionamento Sugar, o perfil de estudante é recorrente na rede social neste período. Só durante a quarentena, 68% dos jovens que se cadastraram na condição de “Sugar Baby” são universitárias.

Empresários, diretores de empresas e funcionários públicos foram ocupações mais frequentes dos homens que se inscrevem com o perfil de “Sugar Daddy.

Sobre o Universo Sugar

O Universo Sugar é uma rede social especializada para pessoas bem-sucedidas que queiram patrocinar o estilo de vida de seus parceiros (as). O relacionamento é claro e direto, pois, baseia-se no investimento econômico de homens ou mulheres em troca de uma relação afetiva. O objetivo da união é oferecer ganhos para as partes envolvidas no relacionamento. Atualmente existem mais 1 milhão de perfis ativos em todo o Brasil, além de membros do exterior.