O último desejo de Bita do Barão, o pai de santo da família Sarney

O pai de santo Bita do Barão (Flavia Valsani/.)

O pai de santo da família Sarney, Bita do Barão, morreu nesta quinta-feira, 18. Ele estava com a saúde debilitada — passou semanas na UTI até ser transferido para sua cidade natal, Codó.

Roseana, madrinha da filha única de Bita, costumava ir de helicóptero ao terreiro para tomar toda sorte de passe. Além do luxuoso centro religioso, Bita possuía fazendas, hotéis e postos de gasolina no município. Antes de ficar doente, ele cobrava 1 000 reais pela consulta.

Adepto de aplicações de Botox e preenchimentos, o pai de santo deixou aos parentes a ordem de manter o enigma e nunca, jamais revelar sua idade. Na cidade, circula que seu RG deve marcar algo entre 90 e 100 anos.

Publicado em VEJA de 24 de abril de 2019, edição nº 2631

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *