Na manhã desta quinta-feira (2), um ônibus de passageiros furou uma barreira da Polícia Militar na divisa do estado do Tocantins com o município de Estreito, no Maranhão.

Segundo a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o ônibus era clandestino e saiu de São Paulo, com destino ao Maranhão. O veículo também não tinha autorização para este tipo de transporte e só foi parado em Imperatriz, por uma equipe de fiscalização da ANTT.

Ao desembarcar, todos os passageiros tiveram sua temperatura aferida pelos profissionais de saúde. Um passageiro, que apresentava febre, foi levado em ambulância a uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA), para isolamento.

O ônibus foi apreendido e os passageiros foram conduzidos ao terminal rodoviário. A Vigilância Sanitária e a vigilância de Saúde de Imperatriz foram acionados e realizaram os procedimentos de combate à disseminação do novo coronavírus (COVID-19), segundo a agência.

Os fiscais da ANTT também constataram que o veículo tinha defeitos em equipamentos obrigatórios de segurança. Além disso, no bagageiro do ônibus, foram encontradas duas motocicletas desmontadas, com combustível.