A Polícia Civil investiga o caso de um bebê que teve partes do corpo encontradas por populares dentro de uma sacola, próximo a um cemitério no bairro Jota Câmara, em São José de Ribamar, este fim de semana.

Segundo denúncia encaminhada ao jornalismo da TV Difusora, a sacola onde a criança estava teria sido arrastada por urubus, já que próximo ao cemitério funciona um lixão a céu aberto.

Por telefone, o delegado Murilo Tavares conversou com a jornalista Keith Almeida no programa Hora D da TV Difusora sobre as informações preliminares sobre o caso. Não foi informado o sexo da criança ou o paradeiro dos pais. As informações são do MA10.

De acordo com o delegado, o recém-nascido teria pouco mais de 18 dias de vida. Somente laudo cadavérico irá indicar dados mais detalhados sobre o caso.