A médica pediatra, Dra. Milena Alencar, que foi perseguida e demitida no início da gestão do atual prefeito de Estreito, Léo Cunha (PL), lançou um projeto solidário que vai levar atendimento médico aos bairros carentes de Estreito.

Na época da demissão, Dra. Milena foi alvo de diversas fakes news e perseguição, após ser demitida e resolver se manifestar através das redes sociais. Entre as fakes news da época, uma nota que circulava em grupos de WhatsApp, afirmava que a médica teria sido demitida por não aceitar o valor do salário, pago pela atual gestão.

Apesar de toda perseguição, a médica pediatra deu a volta por cima, ao conseguir emprego em cidades vizinhas, além de atender em clínicas particulares do município de Estreito.

Bastante querida no município, principalmente pela classe mais carente e sem poder atender nos postos de saúde e no hospital do município. A médica que foi acusada injustamente de ser demitida por conta de um salário alto, criou um projeto solidário, para atender gratuitamente as crianças carentes do município, desta vez não por um salário, mas sem ganhar nada em troca, apenas para não deixar a população carente desamparada.

“Apenas quero continuar fazendo o que eu sempre fiz, atendendo as crianças, principalmente as mais carentes do nosso município, que necessita de uma atenção a mais, mas desta vez, totalmente de graça. Não é por um salário e nunca será, é por amor a cada pequeno que vir nascer e crescer” disse a médica a nossa redação.

O projeto Angelita Anjo de Luz, que leva o nome de sua avó, vai levar aos bairros carentes do município, atendimento odontológico, psicológico, assistência social e diversos outros benéficos.