Uma ação conjunta da Vigilância Sanitária e da Polícia Militar teve como alvo serviços não essenciais que estavam de portas abertas ao público no bairro da Cohab em São Luís.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, a ação visa conter aglomerações e a propagação do novo coronavírus em São Luís.

Em novo decreto, Flávio Dino mantém a suspensão das aulas e a circulação de transporte interestadual até o dia 26 de abril. Já o comércio de produtos e serviços não essenciais ficam suspensos até o dia 12 de abril, Domingo de Páscoa.

Segundo o governador do Maranhão, se houver descumprimento das medidas, haverá aplicação de multas e até a até interdição dos estabelecimentos, em caso de resistência à aplicação das medidas.