POLICIAL MILITAR / VÍTIMA

O soldado Eduardo da Luz Soares, que espancou e atirou em um servidor público no inicio da semana, está preso no Comando Geral da Polícia Militar, em São Luís. A prisão preventiva ocorreu na noite de sábado (29).

O servidor público identificado como Anderson Pereira, foi agredido pelo policial militar em uma loja de conveniência em um posto de combustível na Avenida Joaquim Morchel, no Itapirocó, em São Luís. 

No dia das agressões, de acordo com a vítima, ela teria apenas questionado o militar por ter tratado outra pessoa má.

“Ele disse pra eu não me meter. Aí eu disse que comigo era diferente e foi na hora que ele me deu o soco. Da minha parte não houve ofensa de maneira alguma. Nunca tinha visto esse rapaz na minha vida”, disse a vítima.

A ação foi filmada por câmeras de segurança do posto. Nas imagens, outro homem aparece ajudando o policial em alguns momentos a agredir Anderson. A Polícia disse que o segundo agressor já foi identificado.

O policial militar Eduardo da Luz Soares era lotado no Centro Tático Aéreo (CTA) como soldado e foi afastado de suas funções. Além do inquérito policial, o PM vai responder também a uma sindicância aberta pela própria corporação a qual ele pertence.