A prefeita de Bom Lugar, Luciene Costa (PSDB), desabafou após ter uma caminhada interrompida pela Polícia Militar, na noite deste domingo (11), em uma comunidade do município.

A gestora acusa a oposição do município de perseguição política. O grupo que é oposição da prefeita faz parte do grupo 65 e do Partido Comunista Brasileiro, sigla da base de Flávio Dino no Maranhão.

Ela acusa o governador Flávio Dino de interferir na política local, usando a Polícia Militar para tentar atrapalhar seus eventos políticos.

A caminhada da gestora foi interrompida com a presença da Polícia Militar. Em vídeos, crianças, idosos e adultos, passaram mal, após supostamente serem atingidos por bombas de efeito moral.

À prefeita, estava proibida de realizar à caminhada no povoado, por ordem de uma decisão judicial. Porém, ela diz ser vítima de perseguição.

 

De acordo com à decisão, a oposição do município, teria pedido com antecedência o apoio da Polícia Miliar, durante a inauguração de um comitê. O que de fato, impossibilitaria a realização de outro evento na mesma data. Já à prefeita, alega que está sendo duramente, perseguida.

VEJA O VÍDEO: