O prefeito de São João do Paraíso, Beto Regis (PCdoB), foi preso nesta quarta-feira (04), pelo Grupo de Pronto Emprego (GPE), da Polícia Civil, por porte ilegal de arma de fogo. Além do prefeito, um candidato à vereador, também foi preso pelo mesmo crime.

As prisões ocorreu na estrada que dá acesso ao povoado Vão do Marco na zona rural de São João do Paraíso, durante abordagem policial.

O vereador e proprietário de uma Fiat Strada, estava em posse de uma espingarda 20 e um revólver calibre 22. Dando prosseguimento às abordagens, a equipe também realizou a abordagem a uma caminhonete Hilux Branca pertencente ao prefeito de São João do Paraíso. Ao ser revistado, a equipe encontrou um revólver .38 na cintura do mesmo.

O vereador e o prefeito, foram conduzidos até a Delegacia de Polícia Civil de Estreito e autuados em flagrante delito pelo crime de Porte Ilegal de Arma de Fogo de Uso Permitido – Art. 14 da Lei 10.826/03.

Recentemente um segurança do gestor, matou um jovem a tiros durante um comício, após uma suposta discussão. O segurança, também não tinha porte (autorização) para andar armado.