Ação integrada entre a Polícia Civil do Maranhão, Pará e Rio Grande do Sul, resultou no cumprimento do mandado de prisão temporária contra E.L.S.S. A mulher é suspeita de mandar matar as adolescentes Maria Eduarda de Sousa Lira,17, e Joyce Ellen dos Santos,15. Ela estava escondida na cidade de Carlos Barbosa (RS) e foi localizada nesta sexta-feira (23).

Os corpos das adolescentes foram encontrados em uma cava rosa no dia 21 de março , na cidade de Timon. De acordo com o Departamento de Homicídios de Timon, as vítimas morreram em um “Tribunal do Crime”.

A polícia apurou que no dia anterior à data em que os corpos foram encontrados, as adolescentes foram mortas a golpes de foice, facão, pá e pedaços de madeira, mas antes foram torturadas e tiveram que cavar as covas onde foram enterradas. O Departamento de Homicídios suspeita que uma delas ainda estava viva quando foi enterrada.

As vítimas, apesar de não serem faccionadas, se relacionavam com integrantes de outras facções.

As jovens eram de Teresina e foram atraídas para Timon onde foram julgadas e sentenciadas, sob o comando da “disciplina” da facção, presa na última sexta-feira, as “condenou” à morte numa sessão de tortura do chamado “Tribunal de Crime”.