Em pronunciamento na TV, Rodrigo Duterte, presidente das Filipinas, afirmou que “Minha ordem para a polícia e os militares foi, se houver problemas, se houve ocasião em que eles revidem e em que suas vidas estejam em perigo, atire neles para matar. Entendido? Para matar. Em vez de causar problemas, eu vou enterrá-lo”.

A decisão do presidente ocorre depois de relatos na imprensa sobre confrontos e prisões de moradores em área miserável da capital das Filipinas, Manila. Os protestos eram por ajuda do governo com alimentos.

O presidente declarou ainda que todos devem cooperar e seguir as determinações de isolamento, com objetivo de evitar a sobrecarga do sistema de saúde no país.