O presidente nacional do Partido Socialista Brasileiro (PSB), Carlos Siqueira, convidou o governador do Maranhão, Flávio Dino, para ingressar na legenda dos socialistas e disputar a presidência da República em 2022.

Flávio Dino, filiado ao PCdoB, é um dos pré-candidatos à presidência da República em 2022. Analistas políticos indicam que, no PSB, Dino teria mais possibilidades de atrair alianças de centro e de partidos de direita, além de um fundo eleitoral mais robusto e mais tempo de televisão.

“Abri as portas do PSB para o Flávio Dino, que é um ótimo nome. Mas se ele aceitar e vier, tem que ser porque se reconhece alinhado com as propostas do partido. E não por um projeto presidencial. O nome do partido para 2022 ainda será discutido internamente”, frisou Siqueira.

Procurado, Dino disse ter uma “ótima relação com o PSB”. “É um diálogo muito provável que se estreite. No que isso vai resultar, é como o próprio Siqueira disse: ‘Temos que ver mais para frente'”.

“Minha relação com o PSB vem de antes do Eduardo Campos. Fui vice-líder do bloco PSB-PCdoB na Câmara. Temos uma trajetória em comum e, por isso mesmo, te diria que, nesse processo de reaglutinação da esquerda, o PSB é um parceiro preferencial do PCdoB. Tenho uma ótima relação com o PSB, que integra o nosso governo aqui no Maranhão. É um diálogo muito provável que se estreite. No que isso vai resultar, é como o próprio Siqueira disse: “Temos que ver mais para frente”. Eu jamais colocaria sobre a mesa a candidatura de 2022 para ir para o PSB. Seria desrespeitoso”, declarou o governador.