A Polícia Civil do Maranhão realizou na manhã desta sexta-feira (22) a prisão de Luís Eduardo Corrêa Durans, 23 anos, acusado de praticar homicídio contra Erik Cuba de Oliveira, no dia 11 de fevereiro deste ano, na Avenida Litorâne na capital São Luís.

De acordo com a Polícia Civil, o cumprimento do mandado de prisão temporária foi um trabalho conjunto da Superintendência de Homicídio e Proteção à Pessoa (SHPP) e do 9º Distrito Policial no São Francisco, no bairro do São Francisco.

Ainda de acordo com a polícia, durante o seu interrogatório, perante a delegada Katherine Silva Chaves Lima, titular do 9º DP, Luís Eduardo Corrêa confessou ter praticado o crime. O jovem deu detalhes sobre como praticou o homicídio e afirmou que matou a vítima por vingança, pois em janeiro de 2018 Erik Cuba teria desferido duas facadas no abdômen de Luís Eduardo.

O acusado afirmou, ainda, que efetuou três disparos, a curta distância, em direção a cabeça da vítima, utilizando um revólver calibre .38. A arma, segundo Luís Eduardo, foi jagada na maré, logo após o assassinato, quando ele passava pela ponte do São Francisco.

Apesar de Luís Eduardo ter afirmado, no interrogatório, que jogou a arma do crime fora, a polícia cumpriu um mandado de busca e apreensão na residência do acusado, com o objetivo de encontrar o revólver, porém os policiais não encontraram a arma.

Cumpridas todas as formalidades, Luís Eduardo Corrêa Durans foi encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.