O professor de caratê Erick Marques Alves foi preso nesta quinta-feira (24), em São Luís, no Maranhão. De acordo com a Polícia Civil, ele é suspeito de abusar sexualmente de quatro meninos em Araçoiaba da Serra (SP) e estava com um RG falso com o nome “Jackson” quando tentava procurar emprego no Maranhão.

Segundo a polícia, havia um mandado de prisão temporária no nome dele. Mesmo que seja liberado na audiência de custódia por porte de documento falsificado, o suspeito ficará preso.

O mandado de prisão temporária contra ele é de 30 dias. O inquérito policial no interior de São Paulo será finalizado nesta sexta-feira e será pedida a prisão preventiva.

Na época, o professor teria pedido para os alunos o acompanharem até um quarto, local onde aconteciam os abusos frequentes. Ele era professor na cidade paulista de um projeto chamado SuperAção de Karatê  que contava com 80 atletas, que treinavam diariamente na academia

A polícia apreendeu com ele na época, três HDs, um computador, um tablet, um pen drive, um roteador e um videogame que estava conectado à internet.