No último domingo 02 de setembro os professores da cidade de Graça Aranha, distante 380km da capital, São Luís, realizaram uma manifestação no centro da cidade pelo reajuste do piso salarial da categoria em 6,81% anunciado pelo Ministério da Educação em janeiro deste ano.

Como a municipalidade não fez o reajuste de forma automática e nem nas reuniões de negociação com o sindicato da categoria como também não fez proposta de reparar as perdas salariais da categoria, foi realizado o ato público informando a sociedade graçaranhense que a GREVE por tempo indeterminado começaria a partir desta segunda (03/09) como de fato está ocorrendo agora conforme determinação da última assembleia realizada.

De acordo com SINTESPEM ( Sindicato Dos Trabalhadores No Serviço Público Municipal)  os professores de Graça Aranha estão em GREVE e reitera que a gestão pública tem a responsabilidade e o poder de resolver a questão de forma amigável, pois a entidade já provou a possibilidade de haver o reajuste.

O movimento contou com a presença dos professores locais e de lideranças sindicais do SINTESPEM, FETRACSE  e do SINTESPGEB (Gov. Eugênio Barros).