Um dos mais tradicionais restaurantes do Maranhão, o Cabana do Sol anunciou nesta segunda-feira (13), a demissão de 70 funcionários, mas esse número pode chegar até 150 contratos de trabalho interrompidos. O estabelecimento possui duas unidades em São Luís e uma Imperatriz, totalizando mais de 300 trabalhadores, porém em decorrência da pandemia global covid-19 e o isolamento social anunciado pelo Governo do Estado, os restaurantes tiveram que encerrar o atendimento presencial, permanecendo apenas o delivery e a entrega expressa.

O restaurante Cabana do Sol é mais um que se junta aos demais estabelecimentos que tem processado demissões em razão da crise do covid-19. De acordo com informações da Abrasel, mais de cinco mil pessoas já perderam seu emprego em bares e restaurantes.

Além da Cabana do Sol, os restaurantes Feijão de Corda e Flor de Vinagreira, anunciaram a demissão de 80 funcionários; o dono da franquia Bob´s em São Luís, demitiu 45 trabalhadores; a Pizzaria Vignoli despediu 40 colaboradores; a churrascaria Sal e Brasa comunicou 80 demissões. As lanchonetes Bulldog e a pizzaria Novo Giotto também deverão também anunciar demissões.

De acordo com o Sindicato dos Bares e Restaurantes, 280 estabelecimentos estavam funcionando em São Luís, antes das medidas de isolamento social, mas muitos, principalmente os pequenos, aqueles que trabalham com hambúrguer artesanal, hot dog e similares, devem fechar as portas.

A FECOMÉRCIO informa que ainda não tem números das demissões e falências de empresas no Maranhão, mas até janeiro de 2020, cerca de 140 mil pessoas estavam empregadas com carteira assinada no setor de bares e restaurantes, assim como em hotéis de São Luís.

 

Da Redação com informações de Diego Emir