Nascido em uma família extremamente religiosa, na cidade de Gonçalves Dias, no sertão maranhense, o auxiliar administrativo Sylas Sousa Silva, 31 anos, tornou-se um dos mais contumazes pedófilos a agir nos últimos anos. As informações são do Metrópoles.

O criminoso confessou ter feito vítimas em praticamente todas as unidades da federação, com exceção do Acre. Só no Distrito Federal seriam pelo menos 60 crianças e adolescentes abusados. Outros 30 casos ainda são apurados.

Apesar da predileção em aliciar e convencer vítimas entre 11 e 14 anos a enviarem fotos em posições ponográficas, Sylas mantinha uma vertente evangélica e chegou a se filiar, em 5 de outubro de 2011, ao antigo Partido Social Democrata Cristão (PSDC), atual Democracia Cristã (DC), na cidade de Matões (MA).

A reportagem recebeu informações que a família de Sylas é respeitada e querida no município maranhense, que tem 17.485 habitantes e fica a 342 quilômetros da capital São Luís. Diferentemente do criminoso, dois irmãos dele estudaram e se formaram em direito, segundo fontes ouvidas.

Policiais civis do DF foram até a cidade para prender Sylas na última quarta-feira (22/7). Ele foi trazido de avião para o DF. As fotos e os vídeos desta matéria foram borradas e repassadas pela corporação brasiliense, que não repassou as imagens com o rosto do suspeito. Esconder a identidade dele não foi uma opção editorial da reportagem.