Um vereador do município de Araguanã, no Maranhão, foi preso, nessa sexta-feira (26), transportando aves em condições precárias. A prisão foi feita pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), no km 236 da BR-316, em Santa Inês. O homem foi liberado após assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

Segundo a PRF, por volta das 17h uma equipe realizava fiscalização quando abordou um veículo Toyota/ Corolla Xei18flex, de cor prata e placa de Goiânia/GO, conduzido por um homem de 52 anos de idade.

Os policiais observaram que o motorista trazia no veículo algumas espécies de aves, sendo uma arara-vermelha, duas lóris e seis pombos burguesa.

O homem, que foi identificado como vereador em Araguanã, afirmou ter ido a Goiânia realizar a compra do automóvel em que estava, de propriedade de um amigo. No retorno da viagem passou pela cidade de Brasília, onde realizou a compra das aves em um estabelecimento comercial.

O vereador afirmou que a arara-vermelha teria custado R$ 1.500; as duas lóris R$ 1 mil e os seis pombos R$ 900. O homem disse, ainda, que levaria os animais para Araguanã, no Maranhão, onde possui um criadouro de animais e criaria as aves.

O homem afirmou, também, que veio de Brasília para o Maranhão pela BR-153, através do estado do Tocantins.

Ainda de acordo com a PRF, durante a abordagem foi observado que o condutor transportava os animais sem documentação obrigatória de transporte e confinados em ambiente inadequado para o transporte, sendo constatada situação flagrante de maus-tratos.

Diante das informações obtidas foram constatados, a princípio, os seguintes delitos: matar, perseguir, caçar, apanhar, vender espécimes da fauna silvestre e praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais.

Diante dos fatos, a ocorrência e os animais foram encaminhados para o escritório do IBAMA na cidade de Santa Inês.

O vereador foi enquadrado por: matar, perseguir, caçar, apanhar, vender espécimes da fauna silvestre, e praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais.