A Polícia Civil do Maranhão (PC-MA) prendeu na quarta-feira (3), em São Luís, uma mulher suspeita de ser mandante do assassinato do professor Marcos Carvalho, morto a tiros há dois meses em Viana, cidade a 217 km da capital. Segundo a polícia, Celma Mendes é viúva da vítima.

A operação ainda cumpriu outros três mandados de busca e apreensão em Viana e na capital maranhense. Para não atrapalhar o andamento das investigações, a polícia não divulgou qual seria a motivação do crime.

O professor e agrônomo Marcos Carvalho foi assassinado a tiros em junho, na frente da casa dos pais em Viana. Ele estava chegando ao local de carro, quando foi abordado por dois homens que estavam em uma motocicleta. A vítima foi alvejada por quatro tiros. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

A morte do professor dele chegou a ser ligada com outro crime que aconteceu uma hora depois, na cidade de Penalva, localizada a 40 km de Viana.

A vítima era o vereador Edésio Rodrigues Dominici, no qual Marcos havia prestado serviços como agrônomo poucos dias antes o crime. De acordo com a polícia, o vereador enfrentava problemas com disputas de posse de propriedades na região.

O inquérito deve ser concluído em até 30 dias. O delegado regional Jezimiel Alvez, afirmou que até o fim do prazo espera identificar mais suspeitos de terem participação do homicídio.

“Prazo esse que a gente espera realizar mais diligências a fim de colher mais elementos de informação, para que o Ministério Público tenha elementos suficientes para oferecer denúncias contra os suspeitos. E ao a final, obter uma condenação desses suspeitos. Esperamos também chegar a mais envolvidos no crime e ao final, a polícia conseguir provar tanto os envolvidos, as circunstâncias e o modo que foi praticado o crime”, explicou o delegado.