O Tribunal do Júri da Comarca de Rosário condenou, nesta quarta-feira, 30, o réu Balbino de Oliveira Pereira Júnior a 20 anos e um mês de reclusão, a ser cumprido em regime fechado, pelo crime de homicídio qualificado com ocultação de cadáver praticado contra Adriano Silva (vulgo Neguinho) em 28 de dezembro de 2017, no município de Bacabeira.

O Conselho de Sentença acolheu a tese do Ministério Público do Maranhão, que foi representado no julgamento pela promotora de justiça Fabíola Fernandes Ferreira, titular da 2ª Promotoria de Justiça de Rosário. O júri foi presidido pelo juiz José Augusto Costa Leite.

O CRIME

De acordo com a investigação policial, a vítima foi assassinada por Balbino e seu parceiro Beicleriston Carvalho Serra (conhecido como Dudu), já condenado pelo crime em outro julgamento. Ambos pertenciam a uma facção criminosa que era rival da que a vítima integrava. O crime foi cometido como forma de vingança do assassinato da mãe de Balbino, cometido por membro da facção adversária.

Após ser atraído para o local do crime, Neguinho recebeu golpes de facão dados por Balbino, que fora imobilizado por Dudu. Antes do amanhecer, Balbino retornou ao local do crime e arrastou o corpo da vítima para um buraco nas proximidades, onde a enterrou.