O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) barrou, na última terça-feira, a indicação do advogado Roberto Charles de Menezes Dias para a lista tríplice do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA).

Circularam nas redes sociais vídeos em que Dias classifica “circo” o lockdown adotado no Maranhão para evitar o avanço da pandemia de covid-19 e chama de “porco” o governador do Estado, Flávio Dino (PCdoB).

O advogado foi indicado para uma das vagas da lista tríplice do TRE do Maranhão. Normalmente, os nomes são aprovados pelos ministros do TSE, mas desta vez a corte decidiu que o tribunal regional deveria substituir Dias por outro candidato. O placar foi 6 a 1.

Em seu voto, o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, disse que assistiu aos vídeos e classificou o advogado como parcial devido aos ataques que fez a Dino.

“A questão é a falta de neutralidade, imparcialidade, sobretudo em relação àquele que será jurisdicionado no Tribunal Regional Eleitoral, que é o governador do Estado”, apontou o ministro.