A Procuradoria da Mulher da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão, com base no art. 24-A do Regimento Interno da Casa, em face de denúncias envolvendo o deputado Fábio Macedo – presidente estadual do partido Republicano – em suposto episódio de violência doméstica no âmbito familiar,  manifestou “repúdio a todo e qualquer ato de violência física, verbal e/ou psicológica à mulher”.

“Ao tomar conhecimento das notícias envolvendo o parlamentar, esta Procuradoria decidiu solicitar cópia do processo relacionado ao caso, que tramita na 2ª Vara Especial de Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de São Luís, e, após isso, convidará a esposa do deputado, Lorena Melo Macedo, para trazer informações, que ainda entender necessárias, para esclarecimentos dos fatos narrados nos referidos meios de comunicação”, diz a nota de esclarecimento.

Após receber o processo, ouvir a vítima e efetuar a análise dos fatos, a Procuradora da Mulher da Assembleia Legislativa, deputada estadual Helena Duailibe, disse que “tomará as providências cabíveis, permanecendo à disposição, tanto da esposa do deputado, quanto de toda a sociedade, no combate à violência e discriminação contra a mulher”.

Veja abaixo a nota na íntegra do deputado Fábio Macedo:

A assessoria de comunicação do deputado estadual Fábio Macedo, esclarece que o parlamentar está em processo de divórcio litigioso e nega quaisquer acusações de violência psicológica ou física contra a sua ex-companheira, Lorena Macedo. Reiteramos ainda que o parlamentar sempre foi pai amoroso, dedicado e que sempre preservou o bem estar e a intimidade de sua família, que neste momento passa por um processo traumático por conta de toda essa exposição desnecessária. Todas as relações tem seus altos e baixos e infelizmente o seu casamento chegou ao fim. O fato é que Fábio Macedo já está em um novo relacionamento, algo que não está sendo bem aceito por sua ex-companheira. O deputado ainda foi pego de surpresa com todas essas acusações e a medida restritiva, já que em nenhum momento deixou de dar assistência a Lorena e aos filhos. Neste momento triste, o deputado espera que toda essa situação se resolva de forma mais respeitosa para ambos e principalmente para os seus três filhos, que estão sendo amplamente afetados. Enquanto ao processo, segue na justiça, onde toda e qualquer verdade será revelada.