Acuado pela CPI da Covid, Jair Bolsonaro teve um compromisso em Brasília fora da agenda na última terça-feira (27), dia em que a comissão foi instalada no Senado, com o ex-presidente José Sarney. Segundo Carla Araújo, do UOL, a reunião durou cerca de uma hora.

O articulador do encontro foi o senador Fernando Bezerra (MDB-PE), que defende que Bolsonaro busque uma aproximação com o MDB, visto que tanto o presidente da CPI, senador Omar Aziz (AM), quanto o relator, Renan Calheiros (AL), são da sigla. Nesta semana, a equipe do Palácio do Planalto também começou uma articulação para estabelecer um diálogo com os 15 senadores do MDB.

“O presidente Sarney é uma figura muito querida pelas lideranças do MDB. É uma referência no nosso partido e poderá ajudar muito a melhorar a interlocutores do governo com os nossos líderes no Congresso”, disse Bezerra, que completou: “o presidente Bolsonaro me falou que a conversa foi muito franca e amistosa e o presidente Sarney também achou muito positiva”.

A CPI da Covid-19 vai investigar, além do governo federal, governadores e prefeitos.