O governador do Maranhão, Flávio Dino oficializou, nesta terça-feira (22), sua filiação ao Partido Socialista Brasileiro (PSB). A cerimônia ocorreu em Brasília (DF). Junto de Dino, filiou-se ao partido também o deputado federal Marcelo Freixo (RJ).

“Com todos o respeito que eu tenho sobre a direção desse partido, eu venho trazer uma palavra em defesa de uma união em que os comunistas estejam presentes, os socialistas estejam presentes, os trabalhistas estejam presentes, os lulistas e petistas estejam presentes, mas também os liberais progressistas, os como eu adeptos da doutrina social da igreja, os católicos progressistas, evangélicos progressistas e sobretudo aqueles que não têm opinião política. É a eles que nós temos que falar. Acima de tudo”, afirmou Dino, após afirmar que “derrotar Bolsonaro não é tarefa de muitos, mas tarefa de todos”.

Dino segue para o PSB após uma trajetória política de 15 anos no Partido Comunista do Brasil (PCdoB). Ele é cotado para disputar o Senado nas Eleições 2022, no entanto, ainda é especulada a possibilidade de ele compor, como vice, na chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que disputará a Presidência da República em 2022.