O governador Flávio Dino, anunciou na manhã desta sexta-feira (12), que bares e restaurantes estarão proibidos de funcionar entre os dias 15 e 21 de março na Grande Ilha de São Luís.

Isso contempla os municípios de Paço do Lumiar, São José de Ribamar e Raposa. Já as igrejas e templos religiosos poderão funcionar com apenas 30% de sua capacidade.

As demais medidas restritivas já anunciada por ele no último decreto vão se estender até o dia 21 de março, incluindo a proibição de aulas e suspensão do serviço público estadual. O comércio continuará funcionando entre as 9h até as 21h.

Dino descartou a possibilidade de decretar lockdown neste momento, mas que isso vai depender do avanço da pandemia em todo Maranhão.

Os municípios só vão receber novas doses das vacinas se alcançar a meta de 70%. Atualmente cinco cidades não cumpriram a meta de 60%, estimulada na última semana.

Dino também anunciou a construção de um novo hospital de campanha, que deve ser anunciando nos próximos dias e qual região vai receber.

Além fãs novas medidas rigorosas, Dino anunciou um auxílio emergencial de R$600 em parcela única que será pago até o dia 19 de março aos artistas. Outro valor de R$1000 será destinado aos empresários de bares e restaurantes para que eles não demitam os trabalhadores por conta do fechamento dos estabelecimentos.