O grupo DASA, um dos maiores  de medicina diagnóstica da América Latina, acaba de comprar o São Domingos, o hospital de referência de São Luís, no Maranhão, por cerca de R$ 2 bilhões. As informações é do Brazil Journal.

A companhia vai pagar R$ 400 milhões em dinheiro e o saldo em 12,4 milhões de ações.

Como a ação da Dasa tem uma precificação imperfeita dada sua baixa liquidez, calcular o valor da transação exige uma inferência.

Assumindo que a ação da Dasa negocie no mesmo múltiplo que a Rede D’Or obteve em seu IPO — 21x EV/EBITDA — a parte em ações que está sendo oferecida pelo São Domingos seria avaliada em mais de R$ 1,6 bilhão.

O hospital tem 380 leitos e uma expansão — com o prédio já pronto — que elevará o total para 500. Uma fonte próxima à transação disse que o São Domingos tem um EBITDA estimado de R$ 130-140 milhões para 2021.

A família fundadora pretende continuar operando o negócio e apoiando a expansão da Dasa no Norte e Nordeste, segundo uma fonte com conhecimento do assunto.

A Rede D’Or já é dona do outro grande hospital de São Luís, o UDI, com 250 leitos. As principais operadoras do mercado são Amil, Sul América e Bradesco.

A aquisição — que aumenta para 14 o número de hospitais da Dasa e faz a companhia atingir 3.200 leitos, considerando-se a expansão — vem no momento em que a Dasa está prestes a lançar uma oferta de ações para levantar R$ 5 bilhões.

A XP Investimentos assessorou os vendedores. A Dasa não trabalhou com bancos.

A transação está sujeita à aprovação do CADE.